Tão bom morrer de amor e continuar vivendo. – Mário Quintana

(Visitado 222 vezes, 1 visitas hoje)