Curta e compartilhe!

Numa leve explosão de sentidos, provocado apenas por um simples olhar, você sufocou todo o meu ser e fez eu me sentir assim: Alucinadamente apaixonada.
Acontece, que nem sempre tenho tempo pra pensar em momentos que não passei ao seu lado, em juras de amor que não ouvi sair de seus lábios e nem em brigas que nunca tivemos, nas vezes em que eu não ouvi você falar “Eu te amo”, em todas as vezes que você não buzinou na porta da minha casa, esperando eu me arrumar para podermos sair…

Das vezes em que não fizemos planos de casarmos e quantos filhos teremos um dia, das vezes em que você não sentiu medo de fazer feio na frente da minha mãe, algo que você não fez pra agradar o meu pai e o medo maior ainda que você não teve dos meus irmãos.

Das datas especiais que não tivemos, que passaram em branco, porque eu e você estávamos sozinhos, procurando outras coisas mais importantes pra fazer, do que ficarmos juntos, como manda o figurino, eu, na ponta de uma mesa e você na outra ponta, apenas contemplando a felicidade de nossos amigos, nitidamente estampada em seus rostos, sendo que poderíamos estar participando todos juntos e partilhando da mesma felicidade…
Mas eu não sei, você achou que ainda não era hora certa pra isso…
Mas também, eu nem sempre tenho tempo pra ficar pensando nisso…

Não tenho tempo pra pensar em como poderíamos estar felizes hoje e em como estaria nossas vidas se você não tivesse tido medo de se entregar, medo de se arriscar e principalmente, medo de amar.

O Tempo passa tão depressa e tantas coisas acontecem na vida das pessoas constantemente e quando menos se espera, ela, a morte ofusca os nossos olhos, bate a nossa porta e transforma nossas vidas para sempre.

Mas infelizmente, a morte faz parte da vida e mesmo sem a gente dar lugar a ela, ela vem e sem cerimônia nenhuma, escancara nossa porta e leva algo que é sempre o que nós temos de mais precioso, ela arranca sem dó nem piedade e leva com ela, alguém que amamos muito e ai então, está tudo acabado, não se pode voltar atrás.

Mas, acho que pra tudo existe uma segunda chance, enquanto Deus ainda nos dá o fôlego da vida e o ar que precisamos para nos mantermos de pé, ainda podemos fazer a nossa história diferente, eu não acredito em destino, acho que a nossa história, somos nós mesmos que escrevemos, Deus nos dá o livre arbítrio para fazer nossas escolhas e cabe a nós corrermos atrás desses objetivos.

Mas me pergunto, será que você também pensa assim???
Que a nossa vida está passando como num trem, diante dos nossos olhos e não estamos dando a mínima se vamos dar sinal pra ele parar e assim, subirmos nele.

Mas, a culpa não é só sua, acho que eu também estou deixando a vida passar e não estou fazendo nada pra mudar isso, mas também, eu nem sei o que posso fazer…

Eu só queria que você soubesse, o quanto eu queria estar com você a todo momento, que o meu coração é enorme, mas não cabe no peito quando penso no amor que eu adquiri nesse tempo que fiquei tão confusa longe de você, que ás vezes, enlouqueço pensando que você pode não voltar mais e esquecer de tudo que talvez possa ter acontecido entre a gente, é tão confuso, “tudo que podia acontecer”, mas não aconteceu e nem sei se vai acontecer, é utópico pensar assim, em algo que talvez aconteça, aconteceu apenas na minha imaginação, mas mesmo assim, eu simplesmente não posso conter a felicidade de apenas estar perto de você, nem que seja por um minuto.

Reduzir-me-ei a insensatez da minha timidez que tanto me prende de falar o que realmente sinto, não sei como mudar, mas independente de tudo, meu amor por ele continua o mesmo, insano, insalubre, agressivo, doloroso, traiçoeiro e simplesmente…APAIXONADA!!!

(Visitado 903 vezes, 1 visitas hoje)