Curta e compartilhe!

A amargura e o tempo
Vão molhar meus olhos.
Uma vez, outra mais,
Não darei valor ao já vivido…
Agora, como nunca antes,
Vou desacreditar do amor.

Descobrirei ao olhar para trás,
A tal felicidade…
Mas em pedaços, que sequer
Valem a tentativa de juntar
Apenas para recordar e chorar.
Constato o óbvio:
Nada é eterno senão a morte.

Mais uma vez, olhando o que passou,
Descubro que tudo que já tive
Se desligou de mim…
E compreendo que não poderia ser diferente,
Pois até eu mesma me desliguei de mim…
Devo presentear alguém com tamanha culpa?Talvez…
Afinal sozinha eu não conseguiria fazer
Tudo isso comigo mesma!

(Visitado 267 vezes, 1 visitas hoje)