Curta e compartilhe!

Olá Carol. Hoje comprei uma revista onde havia uma matéria sua, e lá vi o seu site. Estou passando por uma série de problemas devido ao meu ciúme doentil, que não consigo tirá-lo de mim.

Há pouco mais de um ano, estou namorando à distância. Isso não era problema para mim, pois no começo eu acreditava na força do meu amor e achava que não haveria motivos para eu sentir ciúmes ou desconfiar.

Muitas pessoas chegaram para mim e falaram que meu namoro era “fachada”, que ambos estariam colocando chifre, etc etc.. Nunca dei ouvidos para isso.

Tenho apenas 17 anos, meu namorado tem 23 e tudo é perfeito entre nós, a não ser quando eu fico possessa e acho que tudo é motivo para ter ciúmes. Certa vez eu li um registro de msn dele com um melhor amigo (aliás, eu controlo tudo, e-mail, orkut, celular) e lá havia um papo sobre sair com outra garota justamente no final de semana que não deu para nos vermos.

Só li essa conversa uns 20 dias depois. Meu chão caiu.. estávamos juntos na época fazia 8 meses e eu nunca pensei que ele pudesse fazer tal covardia comigo. Ele me jurou que não chegou a sair, que era o tal amigo que estava “colocando pilha” para ele me trair.

Lembro que no dia, nos falamos por celular durante oras seguidas e realmente ele não saiu aquela noite. Mas.. fico pensando, e antes? Quando ele saia com os amigos? Será que ele me traia? Ele jura que não. Eu queria acreditar.

Mas alguma coisa não me deixa. Depois desse acontecimento eu fiquei com um pé atrás em relação a tudo, mas tudo mesmo! Perdi total confiança nele, tudo que ele fala não sei se acredito, e a cada fds faço um questionário do que ele fez sem mim, com quem, como e tal.

Ele já não aguenta mais minhas crises, nem eu, porque sofro muito. Ele já excluiu todos contatos do msn, parou de falar com o “amigo”, não sai mais sozinho, enfim, várias coisas pra provar que ele é fiel, e que aquele dia, foi realmente um descuido, que quase se deixou levar pelo garoto. Mas apesar de tudo, ainda desconfio!

Será que preciso de tratamento, ou sei lá o que? Não quero perdê-lo, pois sei que nosso amor é verdadeiro; e hoje já falamos em casamento pro futuro. Ele faz de tudo pra mim, me trata como uma princesa… mas seu unico defeito foi, por uma vez, ter me apunhalado pelas costas. Hoje culpo a ele por eu ser assim, culpo também a mim que não sei acreditar nele, mesmo que seja impossível ser mentira, eu invento um motivo pra brigar e ter ciumes loucos e sem cabimento.

As vezes, guardo pra mim, por que ele se chateia quando fico duvidando da palavra dele. Ele me pediu um voto de confiança.. mas não consigo. O que eu faço? Será que ele já me traiu ou me trai? Eu reconheço que isso é coisa da minha cabeça.. mas como faço pra mudar isso? Ele tá fazendo a parte dele e eu não consigo fazer a minha. Me ajude!

(Visitado 223 vezes, 1 visitas hoje)