Curta e compartilhe!

Quem já não se sentiu cansado em começar um novo relacionamento após o término de um longo namoro? As primeiras fases do recomeço são doloridas, cansativas e solitárias, mas vale a pena tentar….Como diz Ivan Lins na sua linda música dos anos 80…… “Começar de novo…”Mais uma sexta-feira, os amigos saindo para um happy hour qualquer e vc ali, pedindo a Deus pro final de semana não chegar.. é complicado, o celular não toca, vc não sente mais vontade de estar com amigos, com ninguém; sua única vontade é dormir, dormir, dormir…. Aí chega o sábado, o que torna tudo mais solitário, para as mulheres recém separadas, ao ligar pras amigas elas infelizmente não podem sair porque já estão namorando aquele carinha “lindo” e super feliz. (Que bom tomara que dê certo! vc pensa) Para os homens, se arrumam, saem, tomam um chopp aqui outro ali, uma menina dá mole, vc até joga uma conversa fora, pega mas não é a mesma coisa da sua namorada, no fim da noite se pergunta: O QUE EU TÔ FAZENDO AQUI?

Pois é galera, essa fase é aquela que vem após o término do relacionamento, vc estava doido para terminar, se livrar dele ou dela, e de repente, não sabe onde colocar a mão, se comportar em alguns lugares, até porque a convivência foi tão grande que parece que uma parte sua ficou em casa.

Esse fim de semana que passou resolvi viajar com meu filho, e lá em Penedo pude perceber como os relacionamentos andam jogados de lado. Pessoas que se hospedam em hotéis de inverno, românticos e que na hora do almoço e jantar, eu não via um beijo sequer!! Aí me pergunto: É melhor ficar sozinho acompanhado ou ser um sozinho solitário? Não entenderam? Vou explicar:

Quem já não esteve em um relacionamento onde nunca foi escutado? Quando vc chega para contar algo que foi divertido para vc e seu parceiro(a) escuta por um instante e te corta como se o que vc estivesse contando não importasse. E quando em um relacionamento vc “prefere” não expor sua opinião para não “arranjar discussão à toa”. Quando faz concessões demais, quando perdoa demais.. Esse é um sozinho acompanhado. É uma pessoa que prefere saber que está com alguém, ter um mínimo de atenção, seja ela por alguns instantes, do que estar completamente sozinho. Mas ela chora e se sente solitária, porque sabe que está sozinha, porque a pessoa que está com ela, não a conhece, não sabe o que ela sente, nem o que ela está passando. Eu já passei por essa fase e considero ela uma das piores.

Vc sabe que não saíria e nem ficaria com aquela pessoa que vc está, mas pra não ficar “sem fazer nada” ou ficar sozinho em casa, sai com ele/ela.

A cura tem que acontecer sozinha! Esse tipo de válvula de escape não funciona a não ser que o parceiro(a) seja aquele que vai tirar vc da marcha ré que vc deu.

Nesta hora, ficar sozinho é bom, por pior que seja, tenham calma, e esperem para estarem cicatrizados para a próxima pessoa.

Afinal, o próximo amor da sua vida, não tem culpa do que o antigo lhe causou… Como já dizia Ivan Lins:

“Começar de novo, e contar comigo, vai valer a pena, ter amanhecido, sem as suas garras, sempre tão seguras, sem tuas amarradas, sem tua loucura, sem tuas esporas, sem o teu fascínio,

“Começar de novo, e contar comigo, vai valer a pena já ter te esquecido….”

Até a próxima galera….

(Visitado 3.497 vezes, 1 visitas hoje)