Curta e compartilhe!

“A química entre a gente é fantástica”.
“Ele(a) me entende muito bem na cama”.
“É só a gente se encostar que o fogo explode e acaba em sexo”.Como é bom o início de qualquer relacionamento. A paixão explosiva, as peles que ao se tocarem faz com que o desejo apareça, o sexo freqüente e delicioso. O casal percebe que encontrou sua cara metade, pelo menos na cama.

O sexo é a maneira mais íntima e profunda que um casal mostrar intimidade, onde cada um tenta realizar os desejos e fantasias mais profundas do outro. O sexo é uma das maneiras em que se descobre se o(a) parceiro(a) é egoísta ou se deseja a realização da(o) parceira(o) tanto quanto deseja a sua própria. Apesar de tudo isso, o sexo não pode ser o único ingrediente foco do relacionamento perfeito.

Ao casar, a freqüência sexual tende a cair (não é uma regra, mas acontece na maioria dos casais), a disposição muda, encontrar momentos que os dois estejam com vontade é mais difícil. Além disso, os problemas do dia-a-dia começam a impactar a vida sexual: contas a pagar, dúvidas de mudança de emprego, trabalho exaustivo, etc. Porém, não se pode deduzir que o relacionamento está mal quando a freqüência cai. Muito pelo contrário.

É nesses momentos que um casal descobre a parceria, companheirismo e respeito um pelo outro. Existem alguns segredinhos que podem ajudar o casal a melhorar a vida sexual. Ao trabalhar cada problema juntos, o casal pode se ajudar a recuperar o tesão do início.
Quais são as situações frequentemente encontradas?
Impotência:
Muitos homens, no decorrer de sua vida sexual, podem passar por momentos de impotência. A impotência pode ser crônica, ou seja, um distúrbio físico, ou apenas psicológico. É muito importante que independentemente do caso, as mulheres conversem com o parceiro a respeito da impotência. Não deixe que dúvidas e culpa apareçam.

Muitas vezes as mulheres pensam que a relação está com problemas, e as mais pessimistas, que o parceiro está tendo uma relação extraconjugal. Portanto, tenham uma conversa madura sobre o assunto. Se no relacionamento, vocês sempre tiveram uma vida sexual intensa, e o problema da impotência surge, não desista do relacionamento, nem deixe sentimentos como raiva e mágoa se abaterem sobre vocês.
Homem: sempre seja honesto sobre as causas e sobre o quanto a ama.
Mulher: entenda, ajude e jamais faça cobranças nesse sentido. Você só vai ajudá-lo a sair dessa situação ainda mais apaixonado.
Mas quando o problema da falta de ereção estiver no relacionamento, a dica é buscar uma terapia de casal. Dessa forma, poderão entender junto o que está acontecendo e buscarão a melhor maneira de superar esse momento de dificuldade.

Libido:

Outro problema que acontece com freqüência em um relacionamento é a redução da libido. Isso pode acontecer principalmente pelos problemas psicológicos relacionados à estresse, cansaço, não aceitação do corpo, entre outros. Algumas dicas importantes para recuperar e manter a libido:

– Cuidar da aparência é fundamental para aumentar o apetite sexual. Pessoas em forma são mais confiantes. Sinta-se sexy, afinal sensualidade vem de dentro.

– Conversar sempre sobre suas necessidades sexuais com o(a) parceiro(a) é fundamental. O sexo não se restringe à penetração e ejaculação. As preliminares garantem 80% do resultado sexual. Logo, descubra em que locais do corpo dele(a) o prazer é despertado em maior intensidade. Descubra as suas áreas erógenas também. Dessa forma a relação de vocês terá um sabor ainda melhor.

– Inove, mude, recrie, fantasie! Nada mais monótono para um casal que a mesmice na cama. Qual a graça de ir para a cama se você sabe de cor tudo que vai acontecer? A hora do beijo, a hora que ele(a) te abraça, o tempo que vai durar etc. Rotina faz mal a qualquer libido! Portanto, sejam criativos, use uma lingerie sexy em um dia normal, se provoquem durante o dia, transem em lugares inovadores. Enfim, cuide da sua vida sexual com emoção!

– Desligue a televisão e/ou computador. Muitos casais hoje passam pela mesma situação. Horas e mais horas na frente da TV e no computador. Esse tipo de comportamento reduz, e muito, a libido. Por quê? Você transforma esses objetos em fonte de prazer, e sua libido só tende a diminuir. Portanto, afaste os sofás da sala, ligue o rádio e o(a) convide para dançar!

– Imagine mais cenas de sexo, pense em sexo, deseje sexo. Quanto mais isso tiver em sua mente, mais você estará estimulando o desejo sexual.

Logo, fica claro que um casal unido e que conversa muito a respeito da vida sexual, pode vir a passar por problemas de queda de freqüência, sem abalar o carinho, amizade, companheirismo.

Sim, sexo é muito importante na vida de um casal. Mas não se pode esquecer que é APENAS UM ingrediente de um relacionamento saudável e duradouro.

(Visitado 4.872 vezes, 1 visitas hoje)